Um pouco das lendas e das histórias do automobilismo dos anos sessenta
 

Lendas e Histórias: DKW Vinhaes – O “xis” da questão / Paixão não se explica, se vive / Pneu voador / Bambino! / O caso Casini /

Lapsos de memória / E surge um piloto / Fangio e a propaganda / Landi/Bianco/JK / Carcará II / Senador / Caçador de Estrelas /

Simca "Norma Bengell" / Pole do Jair / Piano ao mar / Leão de chácara /


Pole do Jair

Numa das visitas que fiz ao ex-piloto Caetano Damiani, fera do tempo das carreteras, seu irmão que o acompanhava em todas as corridas e eventos, me contou uma história... e de humor negro.
Jair de Melo Viana, irmão de Godofredo Viana Filho, ambos pilotos de automobilismo que na época corriam de carretera, mecânica nacional e categoria esporte.
Em 1958 Jair (então com 36 anos) estava inscrito para a “III Mil Milhas Brasileiras” (22/11/1958) quando participaria em dupla com Camillo Christofaro na carretera Chevrolet/Corvette nº 40 de sua propriedade.
Porém no dia 14 de novembro retornando de um treino em Interlagos, ele, Camillo e mais três mecânicos na carretera, sofreram uma colisão com um automóvel de passeio no cruzamento da Rua Joaquim Eugenio de Lima com Alameda Lorena. Em consequência do acidente faleceram Jair de Melo (dois dias depois no Hospital das Clinicas) e uma moça passageira do outro carro (no local), além de se ferirem os outros dois ocupantes e também os três mecânicos que estavam na carretera. Todos com alguma gravidade, o único ferido leve foi Camillo, que dirigia a carretera.
Aqui começa a história:
No dia do enterro, após o velório, com muitos pilotos presentes, o caixão foi colocado num carrinho para ser levado ao tumulo, enquanto todos parentes e amigos seguiam atrás.
Já no meio do caminho alguém lá no meio disse:
- Até que enfim ele está na pole...”
A gargalhada teria sido geral não fosse estarem num cemitério (e num enterro), conta ele que teve gente que ficou vermelha tamanha a força feita para conter a risada, e mais aqueles que se afastaram do cortejo para rir escondido...
 

VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA
ou
VOLTAR À PÁGINA INICIAL