Uma visão dos nossos históricos anos sessenta e um pouco antes

Voltar  para  Página Inicial

Ir  para  "Lendas e histórias"

Pilotos:
Agnaldo de Goes Aldo Costa Alfredo Santilli Amauri Mesquita Antonio C. Aguiar Arlindo Aguiar Aroldo Louzada Bica Votnamis
Bird Clemente Bob Sharp Breno Fornari Caetano Damian Camillo Christofaro Carlos Sgarbi Catharino Andreatta Celso L. Barberis
Christian Bino Heins Ciro Cayres Domingos Papaleo Eduardo Celidonio Emerson Fittipaldi Emilio Zambelo Ênio Garcia Eugênio Martins
Francisco Lameirão Fritz D'Orey Graziela Fernandes Haroldo Vaz Lobo Henrique Casini Jan Balder Jaime Pistili Jayme Silva
José Tôco Martins Júlio Andreatta Luiz A. Margarido Luiz Carlos Valente Luiz Pereira Bueno Luiz Valente Marinho Nicola Papaleo
Nilo de Barros Vinhaes Norman Casari Orlando Menegaz Nastromagario Pedro C. Pereira Piero Gancia Raphael Gargiulo Ricardo Rodrigues de Moraes
Roberto Gallucci Roberto Gomez Salvador Cianciaruso Toninho Martins Victorio Azzalin Vitório Andreatta Waldemar Santilli Zoroastro Avon
Preparadores e/ou construtores:
Anísio Campos Jorge Lettry Miguel Crispim Nelson Brizzi Toni Bianco Victor Losacco    
Pioneiros:
Ângelo Juliano Benedicto Lopes Chico Landi Chico Marques Gino Bianco Hermano da Silva Ramos Irineu Correa João R. Parkinson
Manuel de Teffé Nascimento Junior Norberto Jung Villafranca        

 

Página acrescentada em 17 de agosto 2006  -  Atualizado em janeiro de 2021
 

Jan Balder
por Paulo Roberto Peralta

 

Nascido em Amsterdã, na Holanda, no dia 21 de junho de 1946 Jan veio com 8 anos para o Brasil, em virtude de seu pai, Antoni Balder, engenheiro da fábrica de aviões “Fokker”, ter sido transferido para o Rio de Janeiro onde ficavam as oficinas da “Fokker” trabalhar com os aviões comprados por uma empresa brasileira. Morou um ano em Copacabana mudando depois para Ipanema. Junto com a família veio seu padrinho, Otto Kuttner, também funcionário da “Fokker”.

Em 1956 com o término dos trabalhos no Brasil a empresa retirou seu pessoal do país, mas os “compadres” resolveram ficar e mudaram-se para São Paulo no Bairro do Brooklin e foram trabalhar na Vemag, Otto como chefe do Departamento de Testes e seu pai como Gerente da Engenharia.
Logo após a mudança para São Paulo, em junho, seu padrinho, já um apaixonado por velocidade, levou Jan a assistir a prova “Duas Horas de Velocidade” em Interlagos, vencida por Godofredo Vianna Filho com uma Ferrari Esporte de 1500cc.
”- Eu, com 10 anos, estava em êxtase, foi paixão à primeira vista, os pilotos se transformaram em meus heróis.”
Seu pai e seu padrinho trabalhavam com o desenvolvimento dos DKW e recebiam em casa pilotos que iam trocar idéias e informações, principalmente de caráter técnico e Jan tinha atenção especial quando se falava sobre tempos de volta, logo aprendeu a usar um cronômetro. Quase toda tarde após as aulas ia à Interlagos acompanhar os treinos e testes, com o tempo passou a levar um cronômetro e a marcar o tempo dos carros, ao mesmo tempo ia fazendo amizades com os pilotos, certa vez ganhou carona de volta para casa de ninguém menos que Chico Landi, seu ídolo.
“- Toda vez que eu ia treinar, antes de colocar o meu capacete, recorria ao Jan para saber os tempos dos meus concorrentes”, lembrava Eugenio Martins.

Fã de Ciro Cayres, estava de olhos grudados em seu carro quando assistiu das arquibancadas seu acidente na Curva 3, no “I 500 Quilômetros de Interlagos”, em 7 de setembro de 1957, tinha então 11 anos de idade.

Em outubro de 1959, seu padrinho, Otto, o levou a assistir o “III Circuito de Poços de Caldas” (MG). Na prova de carros de turismo alguns pilotos usaram carros DKW, e na comemoração da vitória de “Marinho” em um restaurante da cidade, ele pediu uma omelete, que veio enorme. Quando alguém perguntou quem era aquele garoto de 13 anos, o preparador Sergio “Cabeleira” respondeu:
”- É o Papa-omelete”. Pronto! Acabara de ganhar o apelido que o acompanhou a vida inteira.

1962 - Jan Balder, Emil Polak e Bird Clemente

Nesse mesmo ano ganhou uma tábua com quatro cronômetros acionados dois a dois que lhe permitia cronometrar dois carros e passou a partir das “IV Mil Milhas Brasileiras” a cronometrar os carros Vemag, e depois com a criação da Equipe passou a cronometrar os carros da equipe se tornando muito amigo de Christian “Bino” Heins.

Em 1962, Otto foi contratado pela Equipe Willys e Jan passou a cronometrista da equipe e sua estréia na “I 500 Milhas de Interlagos” em dezembro, quase não aconteceu, o Juizado de Menores implicou com sua presença nos boxes, tinha 16 anos, e foi preciso muita argumentação de seu amigo Christian “Bino” Heins, chefe da equipe, para liberarem sua permanência.

Logo no início de 1963 a equipe indo à Interlagos para treinar passou em carreata em sua casa no Brooklin para apanhá-lo, eram três Berlinetas e três Gordinis,
“- Um momento inesquecível”. disse. Ficou com a moral lá em cima entre os amigos do bairro. Também pudera!

Na “I 12 Horas de Brasília” em 1963 foi com seu pai de perua Vemaguete cronometrar as Berlinetas, que foram quebrando, uma a uma, o que provocou um desentendimento entre Otto e Christian que culminou com o retorno de Otto para a Vemag, Jan voltou também. Dois meses depois, ouvindo os boletins pelo rádio, ficou sabendo do acidente fatal do amigo Christian “Bino” Heins na prova “24 Horas de Le Mans”, na França.

Em 1964, com 18 anos, Jan tinha uma moto de 75 cc. e foi com ela que começou a correr, venceu 2 provas em Interlagos na categoria, e em Santos (SP) treinando para participar da terceira bateu num caminhão que atravessou a pista improvisada, quebrou vários ossos e ficou “de molho” um bom tempo. Mas em compensação no Natal, ainda com o braço engessado, ganhou de presente dos pais seu primeiro carro, um DKW é claro. Assim que se restabeleceu começou a participar de ralis com o carro, tendo como navegador Fernando Barbosa e depois Alfred Maslowski, além de continuar seus estudos.

1966 - DKW usado nas provas de estreantes 1966 - V 3 Horas de Velocidade

Em 1966 com 20 anos de idade participou de sua primeira corrida de estreantes e novatos com uma vitória, mas seu carro equipado com freios dianteiros a disco, não homologados na categoria, foi desclassificado, mas para ele não importou, na pista havia vencido.
Sua segunda corrida foi a preliminar da prova do “IV Aniversário da APVC” que marcou o encerramento das atividades da Equipe Vemag, o que causou a mudança de emprego de seu pai e conseqüente mudança da família para o bairro de Eldorado em São Bernardo do Campo (SP). Otto, seu padrinho, continuou na Vemag. Nesse ano participou de 5 provas de estreantes e ganhou o Prêmio Victor de “Piloto Revelação” oferecido pela revista 4 Rodas e entregue em abril de 1967 por Carlo Pintacuda, ex-piloto italiano que ganhou duas vezes o Circuito da Gávea (37 e 38) e o " GP Cidade de São Paulo" em 1936.

1966 - DKW Malzoni na VIII Mil Milhas 1966 - Emerson abastecendo o Malzoni

Final de temporada de 1966, numa conversa com o amigo Emerson Fittipaldi este sugeriu formarem uma dupla para correr a “VIII Mil Milhas Brasileiras”, passo seguinte foi conseguir um carro, patrocínio, equipe, etc...
Milton Masteguim cedeu uma carroceria “GT Malzoni”; a extinta Equipe Vemag, o motor e toda a parte mecânica e seu padrinho, pessoal para montar tudo. A equipe de apoio foi a antiga Vemag rebatizada como Equipe Brasil e gerida pelos próprios pilotos, mecânicos e técnicos, tendo como chefe de equipe o Miguel Crispim. Na prova largou mal, mas foram ganhando posições até que faltando 20 voltas, com a quebra do Karmann Ghia da Dacon pilotado por “Moco” e “Totó” Porto passaram à primeiro, mas..., fatalidade, uma volta depois um cilindro deixou de funcionar, o motor DKW era tricilindro, e a vitória ficou para a dupla Camillo e Celidonio na carretera 18, e eles ainda perderam o segundo para o Malzoni de Marinho e Scuracchio, da mesma equipe Brasil. Com esse mesmo carro e Emerson como parceiro, correu o “I Mil Quilômetros da Guanabara” em Jacarepaguá (RJ) chegando em quarto lugar, foi a última corrida da “Equipe Brasil”.

Em 1967 fazendo cursinho para engenharia e trabalhando à tarde na fábrica de volantes dos irmãos Fittipaldi voltou a participar de ralis, até que em 1969, de novo como piloto, em um Volks 1.600cc e com Alfred de navegador, representando o “Team Fittipaldi” venceram 4 de 8 provas e foram campeões paulistas de rali.
Com a chegada, ainda em 1967, da Fórmula Vê, monoposto com chassi tubular e mecânica monomarca: motor e suspensão VW, participou do “X 500 Quilômetros de Interlagos”, pelo anel externo (da pista antiga) em dupla com “Maneco” Combacau, chegaram em terceiro em sua primeira corrida de fórmula.

Em 1967 como a Vemag estava fora das pistas e Emerson fazendo dupla com seu irmão Wilsinho no Karmann Ghia/Porsche da Dacon, Jan aceitou o convite de Carlos Sgarbi para correrem as “IX Mil Milhas Brasileiras” com o Karmann Ghia/Corvair, emprestado por Celidonio, o mesmo para quem havia perdido a “Mil Milhas” do ano anterior. Rivais sim, mas só dentro da pista, fora, muita amizade e camaradagem.

Entre 1968 e 1969 Interlagos ficou fechado para reformas, corridas só no interior (pistas de rua), em outros estados ou no exterior.
Em 68, aos 22 anos, entrou no curso de Engenharia Industrial da FEI, onde conheceu Ricardo Divila, outro apaixonado por automobilismo, e o apresentou à turma das corridas, inclusive aos irmãos Fittipaldi, também participou de sua primeira prova internacional, as “6 Horas de El Pinar” no Uruguai, a convite de Karl Iwers e seu filho Henrique, que havia se casado com sua irmã no ano anterior, eram cunhados então. Chegaram em primeiro na classe até 1.0 litro e se houvesse classificação geral, teriam ficado em segundo, atrás apenas de um Mini Cooper da categoria acima de 1.0 litro.

1968 - 500 Km de POA

Pódio 500 Km de POA
Vitório Andreatta, Chico Landi, Jan e seu cunhado Iwers

Após a prova no Uruguai foi convidado por Eugenio Martins, importador de carros BMW e dono da Equipe CBE, para correr a “I 500 Milhas da Guanabara” (RJ) onde fez dupla com Pedro Victor Delamare e conseguiram a primeira vitória da marca no Brasil. Em seguida fez dupla com seu ídolo de adolescência, Chico Landi, no “VI 500 Quilômetros de Porto Alegre” (RS), na semana que o “velho” Chico completava 61 anos.
Como tinha gasolina nas veias, saiu de Porto Alegre direto para outro “500 Quilômetros”, dessa vez em Salvador (BA), onde 14 dias depois fez dupla novamente com Chico Landi. Nessa equipe ainda fez dupla com Luiz Pereira Bueno no “II Mil Quilômetros da Guanabara” (RJ), e na última prova do ano, a “III 12 Horas de Porto Alegre”, prova essa reservada à carros nacionais, participou com o cunhado Henrique Iwers no DKW deste.

Em 1969, com 23 anos, começou a trabalhar na Pirelli fazendo testes de pneus e também na revista Autoesporte onde testava e fazia avaliações técnicas de carros e motos. Naquele ano só participou da prova "V Mil Quilômetros de Brasília" com a BMW 2002 Schnitzer em dupla com Luís Pereira Bueno.

Em 1970, logo após a reabertura de Interlagos foi realizado o “II 1500 Quilômetros de Interlagos”, e a Equipe CBE comprada por Aguinaldo de Góes Filho e rebatizada de CEBEM, convidou Jan a fazer dupla com Ciro Cayres, outro de seus ídolos da adolescência, a bordo de uma BMW 2002, que acabou tendo sua capota cortada, com o apoio de Ciro, que dizia:
“-...o negócio é correr de cuca de fora, o carro foi logo apelidado de “esquife voador”, e venceram a prova. Na prova seguinte, o “VI Mil Quilômetros de Brasília” (DF) com largada debaixo de chuva, Jan não perdeu a chance:
“- Legal pilotar um carro com a cuca de fora, heim Cirão?”.

1970 - 24 Horas de Interlagos
Opala de Ciro Cayres

Na “IV 24 Horas de Interlagos” em maio, reservada à carros nacionais, participou com Ciro Cayres, que então trabalhava no Departamento de Testes da GM, em um Opala, aproveitando para testar o cambio de 4 marchas, o motor de 4100cc e os freios a disco dianteiros.
Nessa época foi para Milão (Itália) fazer um estágio na matriz da Pirelli. Por causa da prova “V 12 Horas de Interlagos” teve que adiar seu vôo de sábado para domingo e na corrida que fez em dupla com Fernando Barbosa, saiu do autódromo duas horas antes do final para não perder o vôo, só ficou sabendo do resultado na Europa. Foram sétimo.

Aproveitando o final de seu estágio, foi conhecer Monza e sua famosa parabólica, depois visitou o amigo Emerson Fittipaldi em Paul Ricard numa corrida de Formula 2, onde estavam também o Wilsinho, Ricardo Divila e Chico Rosa. Depois foi à Hockenheim, corrida de Formula 1, além de dar uma passada pela Holanda para conhecer a família que ficou lá.
Ainda em 1970 foi convidado para fazer dupla com Norman Casari na “X Mil Milhas Brasileiras” a bordo de uma Lola T-70 na recém formada “Equipe Casari/Brahma”, mas na véspera da corrida seu pai sofreu um grave acidente de transito e foi hospitalizado desacordado, Jan pensou em desistir para ficar com o pai, mas este acordou de madrugada e o médico avisou que já estava fora de perigo, só então resolveu participar.

1970 - 500 Quilômetros de Interlagos
Com BMW Spyder
1970 - Duas Horas de Velocidade
Autódromo de Pinhais
1970 - X Mil Milhas Brasileiras
Interlagos

1971 - Jan sempre participou de ralis e não podia deixar de participar do “1º Rali da Integração Nacional” para veículos nacionais, uma promoção do Ministério dos Transportes em 71. Correu com Alfred Maslowski de navegador, num Puma 1800cc. Venceram, e ganharam além dos prêmios um convite para participar do Rali da TAP em Portugal.

Mas antes, a convite, foi com Norman Casari à África participar da prova “6 Horas de Nova Lisboa” em Angola com a Lola T-70, mas o carro quebrou nos treinos e não correram. De volta ao Brasil, participaram do “XII 500 Quilômetros de Interlagos” no protótipo Casari/Ford A1, pois Norman havia perdido a Lola T-70 num incêndio nos treinos do dia anterior, após essa prova a equipe foi desfeita. Participou da “IV 12 Horas de Porto Alegre” com um Volks, em dupla com Fausto Dabbur e então, depois partiram, ele e o amigo Alfred para Portugal participar do Rali da TAP/71 com um Puma 1800cc. pintado nas cores da bandeira brasileira, mas..., sem experiência em ralis de velocidade e sem apoio técnico, tiveram que desistir na metade da prova. Retornando montou equipe com Fausto Dabbur, fez três corridas num Volks e em outras atuou só como chefe de equipe.

1971/05/31 - Casari A1 Taruma 1971/06/20 - Torneio União e Disciplina 1971 - Chegando em Angola 1971/08/08 - Angola antes da quebra

Ano seguinte, 1972, novo convite de Angola, mas dessa vez participaram, ele e Norman, com um Porsche 907 de uma equipe suíça, mas um acidente liquidou com a corrida deles. De volta ao Brasil participou ainda em 1972 da “Copa Brasil” ao volante de um protótipo Avallone/Chrysler e sagrou-se Campeão na categoria esporte nacional acima de 2.000cc.

1972 - 3 Horas de Tarumã/RS 1972 - Jan como chefe de equipe - Interlagos 972 - 6 Horas de Nova Lisboa - Angola- Porsche 907

Em 1973, além das provas de Divisão 4 fez algumas de longa duração com um carro Opala:
“- O carro era de propriedade do José Carlos Ramos que me convidou, para ao lado de Bob Sharp formar uma trinca e disputar a primeira edição da prova 25 Horas de Interlagos”.

1973/04/2 - Inauguração do Autódromo de Cascavel 1973/05/13 - III Etapa do Brasileiro de Div.4 - Pinhais 1973/05/13 - III Etapa do Brasileiro de Div.4 Largada 1973 - 25 Horas de Interlagos
Com Bob Sharp e
José Carlos Ramos

Em 1974 participou de duas provas de Formula 3 na Inglaterra, obtendo resultados razoáveis para quem não estava habituado a pilotar carros de fórmula.
“- No inicio de 1974 minha equipe Evadin estava instalada nas dependências da fábrica de volantes Formula1 no Bairro do Socorro, ex- Fittipaldi agora do Romualdo Bacci, que me apoiava muito nas corridas. José Pedro Chateaubriand que fora tentar a sorte na temporada de Formula 3 na Inglaterra pela equipe March, comandada na época por Max Mosley e Brian Hart e que levara dois patrocinadores brasileiros telefonou chamando-o para ser um terceiro patrocinador. O Romulado Bacci topou a parada, mas em troca queria que a March mandasse um contrato para garantir 3 corridas minhas durante aquela temporada.”

Jan, devido aos compromissos de sua equipe só foi para lá em setembro, sua estréia deveria ter sido em Brands Hatch, mas a C.B.A. não emitiu a carteira internacional a tempo e nem o carro ficou pronto, o novo motor Toyota da Novamotor não se ajustou ao eixo piloto do cambio, mas mesmo assim Max Mosley debitou uma corrida das três a que tinha direito alegando a falta da carteira.
“- As duas etapas que participei foram em Thruxton com péssimo ambiente. Conheci Thruxton na manhã do domingo da corrida. A pista não permitia habitualmente treinos livres”.
Na primeira corrida Jan enfrentou um temporal, daqueles de dar saudades de casa.
“- A melhor coisa que fiz foi largar suavemente sem patinar muito e da sexta fila pulei para quarto lugar na primeira perna de um S de baixa velocidade. Dois pilotos me passaram na freada e saíram reto espalhando peças para todo lado com rodas e bico da carenagem voando e por sorte saí daquele sufoco. No final da primeira volta meu motor perdeu um cilindro e passou a funcionar apenas em 3. Continuei por insistência, apenas para conhecer melhor a pista, terminando lá atrás em 10O lugar. Na minha segunda corrida na mesma Truxhton com pista seca e com motor em 4 cilindros terminei em oitavo lugar. Minha carreira inglesa foi curta e ganhei experiência, mas queria o mais rápido possível voltar ao Brasil rever a família e o brilho do Sol, que na Inglaterra era raro. Foi o momento errado em equipe errada, coisa muitas vezes comum no automobilismo de competição. Ainda na Inglaterra recebi as primeiras noticias da Super Vê brasileira que estava de vento em popa”.

1973 - Jan Balder e Bob Sharp
Mil Milhas
1974 - Brasileiro de F-Super Vê - 6ª Etapa
Kaimann F-Super Vê - Emerson visita o amigo
1974 - Brasileiro Divisão4 - Cascavel
Polar VW 1.950cc

Voltando ao Brasil fez o resto do ano na categoria Super Vê e em 1975 se dividiu entre as corridas de Super Vê e Divisão 4, voltou a ser campeão da Divisão 4, mas dessa vez do Camp. Paulista e Vice-Campeão Brasileiro na categoria até 2.0, com um Polar/VW de 1950cc. Participou como piloto de provas até 1976, quando aos 30 anos, se casou com Tereza, e voltou a morar no bairro do Brooklin em São Paulo, não tiveram filhos.

Nesse mesmo ano a Brahma o convidou para chefiar a equipe na categoria Fórmula VW 1600 (ex Super Vê) e Fórmula Ford, onde ganhou o campeonato brasileiro de 1976 com o piloto José Pedro Chateaubriand.

Em 1979 chefiou a equipe Gledson/Coca-Cola de Divisão 3, em 1980 voltou para a Fórmula VW 1600 chefiando a equipe Chantré/Fischer, onde ganhou o campeonato brasileiro em 1980 com o piloto Antonio Castro Prado que venceu 7 das 9 provas.

Nos dois anos seguintes construiu carros de Fórmula 2 em parceria com Pedro Muffato como representante de Oreste Berta da Argentina, aí em 1983 foi convidado pela Ford para, junto com Francisco Lameirão desenvolver uma versão de competição do modelo Escort, e após 7 anos voltou a competir, pilotando, fizeram 3 provas de longa duração.

No ano seguinte, 1984, fez o mesmo, a convite da Volkswagen, com o modelo Voyage e correu o Campeonato Brasileiro de Marcas e Pilotos em parceria com Fausto Dabbur, parando então de correr.

Sua última prova como piloto foi em 1986 após dois anos parado, a “X 12 Horas de Porto Alegre” (RS), onde em trio com Walter Soldan e José Bamann ao volante Ford Escort encerrou definitivamente sua carreira de piloto aos 40 anos e 6 meses de idade.

A partir de então se tornou organizador de Ralis, tanto de automóveis, de regularidade, como também náuticos para embarcações a motor aproveitando toda experiência adquirida nos ralis automobilísticos.

Entre 1991 e 2003 foi comentarista automobilístico na Rádio Eldorado, atividade que voltou a exercer em 2006, mas agora na Rádio Band News FM. Também no início dos anos 90 foi colunista no Jornal da Tarde. Em 2005 lançou um livro “saboroso” de memórias onde conta o panorama do automobilismo dos anos sessenta até os setenta, e sua participação nesse universo.

Como se pode ver todas suas atividades sempre foram ligadas à essa paixão, o automobilismo.
“- Minha maior satisfação é que em todas as equipes por onde passei obtive grandes alegrias”.  Encerra Jan.

Fontes de consulta: 
Livro "Bastidores do automobilismo brasileiro" e o site "Anhembi Turismo"
Fotos do arquivo pessoal de Jan Balder


Participações em provas
(com a colaboração de Napoleão Ribeiro)

19/03/1966 - Prêmio APVC - Interlagos/SP - DKW Vemag 981cc nº 5 - T-1.3 - DQ (estréia)
11/06/1966 - GP IV Aniversário APVC - Interlagos/SP - DKW Vemag 981cc nº 5 - 3º na geral e 1º na T-1.3
02/07/1966 - Prêmio Aniversário ACESP - Interlagos/SP - DKW Vemag 981cc nº 5 -
T-1.3 - AB 
14/08/1966 - VI Circuito de Piracicaba - Piracicaba/SP - DKW Vemag 981cc nº 11 - T-1.3 - 1º Lugar
28/08/1966 - I Hora de Calouros - Interlagos/SP - DKW Vemag 981cc nº 5 - T-1.3 -
1º Lugar 
04/09/1966 - V 3 Horas de Velocidade - Interlagos/SP - DKW Vemag 981cc nº 35 - 4º na geral e 2º na T-1.3 
16/10/1966 - IV Etapa do Campeonato Paulista - Interlagos/SP - DKW Vemag 981cc nº 35 -
7º na geral e 2º na T-1.3
16/10/1966 - IV Etapa do Campeonato Paulista - TFL - Interlagos/SP - DKW Vemag 981cc nº 35 - T-1.3 - 2º Lugar 
19/11/1966 - VIII Mil Milhas Brasileiras - Interlagos/SP - DKW Malzoni 1.080cc nº 7 - Com Emerson Fittipaldi -
3º na geral e 2º na PT/GT
18/12/1966 - I Mil Quilômetros da Guanabara - Jacarepaguá/RJ - DKW Malzoni 1.080cc nº 7 - Com Emerson Fittipaldi - PT - 4º Lugar 
15/04/1967 - Prêmio 18º Aniversário do Centauro - Interlagos/SP - DKW Vemag 981cc nº 35 -
3º na geral e 2º na T-1.3
11/06/1967 - III 6 Horas de Interlagos/SP - DKW Vemag MM 1080cc n° 13 - Com "Volante 13" (Flodoardo Arouca) - 16º na geral e 13º na TFL
06/08/1967 - VII Circuito de Piracicaba/SP - DKW Vemag 981cc nº 35 - Com "Volante 13" (Flodoardo Arouca) -
4º na geral e 2º na T-1.3
27/08/1967 - VI 3 Horas de Velocidade - Interlagos/SP - DKW Vemag 981cc nº 35 - Com "Volante 13" (Flodoardo Arouca) - 9º na geral e 7º na TE 
10/09/1967 - X 500 Quilômetros de Interlagos/SP - Fitti-Vê 1.192cc n° 9 - Com Maneco Combacau -
3º Lugar 
03/12/1967 - IX Mil Milhas Brasileiras - Interlagos/SP - Karmann Ghia/Corvair 2.372cc nº 35 - Com Carlos Sgarbi - 15º na geral e 8º na PT/GT
                                Reformas em Interlagos - 1968/69
11/02/1968 - XIII Prova Antoninho Burlamaque/RS - Porto Alegre/Capão da Canoa - DKW Vemag 981cc nº ? -
T-1.3 - AB (acidente)
xx/02/1968 - 6 Horas Shell - Turismo - El Pinar-Uruguai - DKW Vemag 981cc nº 9 - Com Henrique Iwers - Cat A - 1º Lugar 
30/06/1968 - 500 Milhas da Guanabara - Jacarepaguá/RJ - BMW 2000 TI 1.971cc n° 3 - Com Pedro Victor Delamare -
TM - 1º Lugar 
11/08/1968 - VI 500 Quilômetros de Porto Alegre/RS - BMW 2000 TI Alpina 1.971cc n° 12 - Com Chico Landi - TFL - 1º Lugar
25/08/1968 - I 500 Quilômetros de Salvador/BA - Av. Centenário - BMW 2000 TI Alpina 1.971cc n° 2 - Com Chico Landi -
TFL - 14º Lugar
27/10/1968 - Prova Santos Dumont - Jacarepaguá/RJ - BMW 2000 TI 1.971cc n° 2 - Com Pedro Victor Delamare - TM - ND 
08/12/1968 - II Mil Quilômetros da Guanabara - Jacarepaguá/RJ - BMW 2000 TI 1.971cc n° 3 - Com Luís Pereira Bueno -
16º na geral e 4º na TM 
21/12/1968 - III 12 Horas de Porto Alegre/RS - Circuito da Cavalhada - DKW Vemag 981cc n° 9 - Com Henrique Iwers - 6º na geral e 1º na T-1.0 
19/04/1969 - V Mil Quilômetros de Brasília/DF - Eixo Monumental - BMW 2002 Schnitzer 1.971cc n° 7 - Com Luís Pereira Bueno -
TM - AB
08/03/1970 - 1500 Quilômetros de Interlagos/SP - BMW 2002 Spyder 1.971cc nº 9 - Com Ciro Cayres - 1º Lugar 
19/04/1970 - VI Mil Quilômetros de Brasília/DF - Eixo Monumental - BMW 2002 Spyder 1.971cc nº 9 - Com Cito Cayres -
20º na geral e 12º na T-2.5
24/05/1970 - 24 Horas de Interlagos/SP - Chevrolet Opala 4.100cc nº 44 - Com Ciro Cayres - 7º na geral e 2º na T+3.0 
14/06/1970 - IV 12 Horas de Interlagos/SP - Puma VW 1.584cc nº 46 - Com Fernando Barbosa -
7º na geral e 4º na D4
07/09/1970 - XI 500 Quilômetros de Interlagos/SP - BMW 2002 Spyder 1.990cc nº 9 - 15º na geral e 10º na D4 
11/10/1970 - Duas Horas de Velocidade - Autódromo de Pinhais/PR - BMW 2002 Spyder 1.990cc nº 9 -
D4 - AB 
22/11/1970 - X Mil Milhas Brasileiras - Interlagos/SP - Lola T70 Mk3A/Chevy 4.999cc nº 96 - Com Norman Casari - 10º na geral e 7º na Div.4
06/12/1970 - Torneio Ford Corcel - 2ª Etapa - Jacarepaguá/RJ - Ford Corcel 1372cc nº 27 -
12º Lugar 
21/03/1971 - V 12 Horas de Interlagos/SP - BMW 2002 TI 1.990cc nº 8 - Com Roberto Dal Pont - D5 - AB 
23/05/1971 - Corrida dos Campeões - Interlagos/SP - Casari A1/Ford 4.440cc nº 98 -
D4 - AB 
31/05/1971 - GP Internacional de Tarumã/RS - Casari A1/Ford 4.440cc nº 98 - D6 - 4º Lugar 
20/06/1971 - Torneio União e Disciplina - Interlagos/SP Div.4 - Casari A1/Ford 4.440cc nº 98 -
D4 - 1º Lugar 
08/08/1971 - 6 Horas de Nova Lisboa - Esp.Protótipo - Angola/África - Lola T70 Mk3A/Chevy 4.999cc nº 96 - Com Norman Casari - AB 
07/09/1971 - XII 500 Quilômetros de Interlagos/SP - Casari A1/Ford 4.440cc nº 98 - Com Norman Casari -
D4 - AB 
26/09/1971 - IV 12 Horas de Porto Alegre - Tarumã/RS - VW Sedan 1.584cc nº 88 - Com Fausto Dabbur - 3º na geral e 1º na T-1.6 
03/10/1971 - V Rally Internacional da TAP - Largada = Lisboa/Portugal - Puma n° 132 (1.800cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder -
AB
17/10/1971 - VII 500 Quilômetros de Porto Alegre - Tarumã/RS - VW Sedan 1.584cc nº 88 - Com Fausto Dabbur -
8º na geral e 4º na T-1.6 
12/03/1972 - Brasileiro Turismo Div.3 - 1ª Etapa - Tarumã/RS - VW Sedan 1.584cc nº 38 - T-1.6 - AB 
26/03/1972 - Copa Paraná - Autódromo de Pinhais/PR - Puma/VW 1.650cc nº 4 -
D4 - 9º Lugar 
06/08/1972 - 6 Horas de Nova Lisboa - Esp.Protótipo - Angola/África - Porsche 907 2.000cc nº 25 - Com Norman Casari - AB 
27/08/1972 - Brasileiro Turismo Div.3 - 2ª Etapa - Tarumã/RS - VW Sedan 1.584cc nº 38 -
T-1.6 - 2º Lugar 
15/10/1972 - Brasileiro Turismo Div.3 - 4ª Etapa - Interlagos/SP - VW Sedan 1.584cc nº 38 -
6º na geral e 3º na T-1.6 
09/12/1972 - Copa Brasil - 1ª Etapa - Interlagos/SP - Avallone A-2 Chrysler 5.212cc nº 1 -
D6 - 10º Lugar 
09/12/1972 - Copa Brasil - 1ª Etapa Divisão 4 - Interlagos/SP - Avallone A-2 Chrysler 5.212cc nº 1 - D4 - 2º Lugar 
10/12/1972 - Copa Brasil - 2ª Etapa - Interlagos/SP - Avallone A-2 Chrysler 5.212cc nº 1 -
D6 - 5º Lugar 
10/12/1972 - Copa Brasil - 2ª Etapa Divisão 4 - Interlagos/SP - Avallone A-2 Chrysler 5.212cc nº 1 - D4 - 5º Lugar
17/12/1972 - Copa Brasil - 3ª Etapa - Interlagos/SP - Avallone A-2 Chrysler 5.212cc nº 1 - D6 -
4º Lugar
17/12/1972 - Copa Brasil - 3ª Etapa Divisão 4 - Interlagos/SP - Avallone A-2 Chrysler 5.212cc nº 1 - D4 - 1º Lugar 
15/04/1973 - Brasileiro de Div.4 - 2ª Etapa - Tarumã/RS - Avallone A-2 Chrysler 5.212cc nº 6 -
D4+2.0 - 2º Lugar
22/04/1973 - Inauguração do Autódromo de Cascavel/PR - Avallone A-2 Chrysler 5.212cc nº 6 - 9º na geral e 3º na D4+2.0 
13/05/1973 - Brasileiro de D-4 - 3ª Etapa - Pinhais/PR - Avallone A-2 Chrysler 5.212cc nº 1 -
D4+2.0 - 2º Lugar
25/08/1973 - 25 Horas de Interlagos/SP - Chevrolet Opala 4.098cc nº 7 - Com Bob Sharp /José Carlos Ramos - 2º na geral e na T+3.0
02/09/1973 - Brasileiro de Div.4 - 6ª Etapa - Interlagos/SP - Polar VW 1.950cc nº 6 -
8º na geral e 3º na D4-2.0 
30/09/1973 - 6 Horas de Tarumã/RS - Chevrolet Opala 4.098cc nº 7 - Com Bob Sharp -
T+3.0 - 5º Lugar
18/11/1973 - IV Cascavel de Ouro - Cascavel/PR - Polar VW 1.950cc nº 6 -
5º na geral e 3º na D4-2
08/12/1973 - XI Mil Milhas Brasileiras - Interlagos/SP - Chevrolet Opala 4.098cc nº 7 - Com Bob Sharp - 4º na geral e Div.3
16/12/1973 - Esporte Div.4 - Interlagos/SP - Polar VW 1.950cc nº 6 -
5º na geral e 2º na D4-2.0 
31/03/1974 - VII Mil Quilômetros de Brasília/DF - Autódromo Chevrolet - Opala 4.098cc nº 12 - Com Fausto Dabbur - 60º na geral e 33º na T+3.0
25/05/1974 - II 25 Horas de Interlagos/SP - Chevrolet Opala - 4.098cc - Com Bob Sharp/Fausto Dabbur -
T+3.0 - AB (14ª volta)
27/07/1974 - Brasileiro Div.4 - 1ª Etapa - Goiânia/GO - Polar VW 1.950cc nº 5 - 15º na geral e 10º na D4-2.0 
03/08/1974 - Paulista Div.4 - 1ª Etapa - Interlagos/SP - Polar VW 1.950cc nº 7 -
4º na geral e 3º na D4-2.0
25/05/1974 - II 25 Horas de Interlagos/SP - Dodge 1800 1.799cc nº 93 - Com Fausto Dabbur - 3º na geral e 2º na T-3.0 
31/08/1974 - Brasileiro Div.4 - 2ª Etapa - Interlagos/SP - Polar VW 1.950cc nº 5 -
5º na geral e 3º na D4-2
22/09/1974 - Ante Penúltima Etapa Camp. Inglês F3 - Thruxton-Inglaterra - March 2.000cc nº 1 - 10º Lugar
06/10/1974 - Penúltima Etapa Camp. Inglês F3 - Thruxton-Inglaterra - March 2.000cc nº 1 -
8º Lugar
17/11/1974 - Brasileiro de F-Super Vê - 4ª Etapa - Tarumã/RS - Polar F-Svê 1.584cc nº 9 - 10º Lugar
24/11/1974 - Brasileiro de F-Super Vê - 5ª Etapa - Cascavel/PR - Polar F-Svê 1.584cc nº 9 -
6º Lugar 
24/11/1974 - Brasileiro Div.4 - 3ª Etapa - Cascavel/PR - Polar VW 1.950cc nº 7 - 8º na geral e 5º na D4-2.0 
01/12/1974 - Brasileiro de F-Super Vê - 6ª Etapa - Interlagos/SP - Kaimann F-Svê 1.584cc nº 9 -
10º Lugar
29/12/1974 - Brasileiro Div.4 - 4ª Etapa - Cascavel/PR Polar - VW 1.950cc nº 7 - 5º na geral e 3º na D4-2.0 
16/03/1975 - Brasileiro de F-Super Vê (1ª Paulista) - 1ª Etapa - Interlagos/SP - Kaimann F-Svê 1.584cc nº 9 -
4º Lugar 
16/03/1975 - Brasileiro Div.4 - 1ª Etapa - Interlagos/SP - Polar VW 1.950cc nº 7 - 3º na geral e 2º na D4-2.0 
06/04/1975 - Paulista de F-Super Vê - 2ª Etapa - Interlagos/SP - Kaimann F-Svê 1.584cc nº 9 -
AB 
04/05/1975 - Paulista de F-Super Vê - 3ª Etapa - Interlagos/SP - Kaimann F-Svê 1.584cc nº 9 - AB (acidente)
06/07/1975 - Brasileiro de F-Super Vê - 2ª Etapa - Tarumã/RS - Kaimann F-Svê 1.584cc nº 9 -
15º Lugar
13/07/1975 - Paulista de F-Super Vê - 4ª Etapa - Interlagos/SP - Kaimann F-Svê 1.584cc nº 9 - 7º Lugar 
10/08/1975 - Brasileiro de F-Super Vê - 3ª Etapa - Brasília/DF - Kaimann F-Svê 1.584cc nº 9 -
14º Lugar 
10/08/1975 - Brasileiro Div.4 - 3ª Etapa - Brasília/DF Polar - VW 1.950cc nº 5 - 4º na geral e 2º na D4-2.0 
24/08/1975 - Paulista de Turismo Div.1 - 5ª Etapa - Interlagos/SP - Chevrolet Opala 4.093cc nº 1 - Com Fausto Dabbur -
T+3.0 - 4º Lugar
07/09/1975 - Paulista de F-Super Vê - 5ª Etapa - Interlagos/SP - Kaimann F-Svê 1.584cc nº 9 - AB (acidente)
19/10/1975 - Brasileiro de F-Super Vê - 4ª Etapa - Goiânia/GO - Kaimann F-Svê 1.584cc nº 9 -
29º Lugar 
19/10/1975 - Brasileiro Div.4 - 4ª Etapa - Goiânia/GO - Polar VW 1.950cc nº 5 - 6º na geral e 3º na D4-2.0 
16/11/1975 - Brasileiro Div.4 - 5ª Etapa - Cascavel/PR - Polar VW 1.950cc nº 4 -
4º na geral e 3º na D4-2.0 
07/12/1975 - Brasileiro de F-Super Vê - 6ª Etapa - Interlagos/SP - Kaimann F-Svê 1.584cc nº 9 - 16º Lugar 
07/12/1975 - Brasileiro Div.4 - 6ª Etapa - Interlagos/SP - Polar VW 1.950cc nº 4 -
4º na geral e 2º na D4-2.0
13/12/1975 - III 25 Horas de Interlagos/SP Chevrolet - Opala 4.093cc nº 14 - Com Edgar de Mello Fº/Lian Duarte - 33º Na geral e 11º na T+3.0
25/04/1976 - IX Mil Quilômetros de Brasília/DF - Autódromo - Chevrolet - Opala 4.093cc nº 74 - Com Fausto Dabbur -
16º na geral e 15º na T+3.0 (Brasileiro de Div.1 - 1ª Etapa)
06/06/1976 - Brasileiro de Div.1 - 2ª Etapa - Cascavel/PR - Chevrolet Opala 4.093 nº 44 - Com Fausto Dabbur - T+3.0 - 8º Lugar
04/07/1976 - 6 Horas de Interlagos/SP - Chevrolet Opala 4.093 nº 70 - Com Tite Catapani -
T+3.0 - 5º Lugar 
(Brasileiro de Div.1 - 3ª Etapa)

04/09/1983 - XIII Mil Quilômetros de Brasília/DF - Autódromo - Ford Escort 1.555cc nº 31- Com Francisco Lameirão - MP - 6 º Lugar (Marcas e Pilotos - 4ª Etapa)
16/10/1983 - 6 Horas de Tarumã/RS - Ford Escort 1.555cc nº 31- Com Francisco Lameirão -
MP - 8 º Lugar 
(Marcas e Pilotos - 4ª Etapa)

12/11/1983 - 12 Horas de Interlagos/SP - Ford Escort 1.555cc nº 31- Com Francisco Lameirão - MP - ND 
(Marcas e Pilotos - 5ª Etapa)

22/01/1984 - XIV Mil Milhas Brasileiras - Interlagos/SP - Chevrolet Chevette 1.598cc nº 90 - Com Edgard Va
z - 46º na geral e 21º na TA 
09/06/1984 - 6 Horas de Interlagos/SP - VW Voyage 1.588cc nº 31 - Com Fausto Dabbur - MP - 21º Lugar 
(Marcas e Pilotos - 1ª Etapa)

24/06/1984 - V 500 Quilômetros de Brasília/DF - VW Voyage 1.588cc nº 31 - Com Fausto Dabbur
- MP - DQ 
(Marcas e Pilotos - 2ª Etapa)

05/08/1984 - 12 Horas de Goiânia/GO - VW Voyage 1.588cc nº 31 - Com Fausto Dabbur - MP - 15º Lugar 
(Marcas e Pilotos - 3ª Etapa)

09/09/1984 - XIV Mil Quilômetros de Brasília/DF - VW Voyage 1.588cc nº 31 - Com Fausto Dabbur
- MP - 7º Lugar 
(Marcas e Pilotos - 4ª Etapa)

30/09/1984 - 12 Horas de Guaporé/RS - VW Voyage 1.588cc nº 31 - Com Fausto Dabbur - MP - 11º Lugar 
(Marcas e Pilotos - 5ª Etapa)

21/10/1984 - 300 Milhas de Goiânia/GO - VW Voyage 1.588cc nº 31 - Com Fausto Dabbur
- MP - AB 
(Marcas e Pilotos - 6ª Etapa)
10/11/1984 - 12 Horas do Rio de Janeiro - Jacarepaguá/RJ - VW Voyage 1.588cc nº 31 - Com Fausto Dabbur - MP - AB 
(Marcas e Pilotos - 7ª Etapa)

01/12/1984 - 12 Horas de Interlagos/SP - VW Voyage 1.588cc nº 31 - Com Fausto Dabbur
- MP - 9º Lugar 
(Marcas e Pilotos - 8ª Etapa)

14/12/1986 - 12 Horas de Porto Alegre - Tarumã/RS - Ford Escort 1.555cc nº 1- Com Walter Soldan/José Bamann - MP - AB

Participações em Ralis (Fornecida por Jan Balder)

xx/03/1965 - São Carlos - Largada = São Paulo                              DKW Vemag n° 2 (981cc) -- Nav. Fernando Barbosa - Piloto Jan Balder - 3º Lugar
xx/05/1965 - Poços de Caldas - Largada = São Paulo                     DKW Vemag n° 150 (981cc) -- Nav. Fernando Barbosa - Piloto Jan Balder - 17º Lugar -
Vencedor do Km de arrancada e da subida de montanha Cat 1.0

xx/10/1965 - I Rally Revista Auto esporte - Largada = Rio de Janeiro          DKW Vemag n° 181(981cc) --  Nav. Luís Carlos Simões - Piloto Jan Balder -
28º Lugar
xx/11/1965 - II Rally Auto esporte - Largada = Rio de Janeiro         DKW Vemag n° 65 (981cc) -- Nav. Jan Balder- Piloto Peter Sschmidt - 18º Lugar
xx/12/1965 - III Rally Auto Esporte - Largada = Rio de Janeiro
        DKW Vemag n° 65 (981cc) -- Nav. Jan Balder- Piloto Peter Sschmidt - 16º Lugar
xx/06/1966 - Rally Lambari - Largada = São Paulo                          DKW Vemag n° 35 (981cc) -- Nav. Jan Balder - Piloto Antoni Balder - 40º Lugar
xx/09/1966 - Rally da Serra do mar - Largada = São Paulo              DKW Vemag n° 35 (981cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder -
9º Lugar
xx/10/1967 - Rally Nacional Auto esporte - Largada = São Paulo    VW Sedã n° 97 (1.300cc) -- Nav. Jan Balder - Piloto Emerson Fittipaldi - 29º Lugar

xx/11/1967 - Rally Serra Negra - Largada = São Paulo                   VW Sedã n° 46 (1.200cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder -
17º Lugar
xx/03/1968 - Rally Campos de Jordão - Largada = São Paulo         VW Sedã n° ?? (1.200cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder - 36º Lugar
xx/09/1968 - Rally Universitário - Largada = São Paulo                     BMW-Equipe CBE n° 4 (2.000cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder - 16º Lugar - Vencedor na milha de arrancada
xx/10/1967 - Rally Nacional Auto esporte - Largada = São Paulo   BMW-Equipe CBE n° 36 (1.600cc)  -- Nav. Jan Balder - Piloto Emerson Fittipaldi - 29º Lugar
xx/11/1968 - Rally da Meia Noite - Largada = São Paulo                 BMW-Equipe CBE n° 36 (1.600cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder - 9º Lugar - Vencedor no Km de arrancada
08/03/1969 - Rally de Franco da Rocha - Largada = São Paulo       VW-Equipe Fittipaldi n° 1 (1.600cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder -
8º Lugar
22/03/1969 - Rally da Mantiqueira - 1ª etapa Camp. Paulista - Largada = São Paulo          VW-Equipe Fittipaldi n° 5 (1.600cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder - 1º Lugar
27/04/1969 - Rally Anivers. Centauro - 2ª Etapa Camp. Paulista - Largada = São Paulo    VW-Equipe Fittipaldi n° 5 (1.600cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder -
1º Lugar
23/05/1969 - Rally Cibié- 3ª tapa Camp. Paulista - Largada = São Paulo                  VW-Equipe Fittipaldi n° 5 (1.600cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder - 9º Lugar
22/06/1969 - Rally do Inverno- 4ª Etapa Camp. Paulista - Largada = São Paulo       VW-Equipe Fittipaldi n° 5 (1.600cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder -
1º Lugar
13/07/1969 - Rally do Inverno- Rio de Janeiro - Largada = Rio de Janeiro                VW-Equipe Fittipaldi n° 5 (1.600cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder - 7º Lugar
17/08/1969 - Rally Assoc. dos Pilotos - 5ª Etapa Camp.Paulista - Largada = São Paulo         
ORGANIZADOR
13/09/1969 - Rally das Flores - 6ª Etapa Camp.Paulista - Largada = São Paulo      VW-Equipe Fittipaldi n° 5 (1.600cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder - 2º Lugar
28/09/1969 - Rally Universitário - Largada = São Paulo                          BMW-Equipe CBE n° 32 (2.000cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder -
10º Lugar
25/10/1969 - II Rally Ipiranga - Largada = Porto Alegre                           BMW-Equipe CBE n° 41 (2.000cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder - 13º Lugar
06/12/1969 - I Rally Varga Molykote - 7ª Etapa Camp. Paulista - Largada = São Paulo      VW-Equipe Fittipaldi n° 5 (1.600cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder -
1º Lugar
- CAMPEÕES PAULISTA - 1969
xx/10/1970 - Rally das Flores - Largada = São Paulo        *                    Puma - Equipe MM n° 46 (1.600cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder - 5º Lugar
13/02/1971 - Rally Noturno das Praias - Largada = Tramanda/RS          Puma - Equipe MM n° 317 (1.600cc) -- Nav. Jan Balder- Piloto Henrique Iwers -
14º Lugar
14/03/1971 - Rally do Asfalto - Largada = São Paulo                              VW Fuscão n° 5 (1.600cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder - 12º Lugar
13/06/1971 - Rally Banco Comercio e IndÚstria - Largada = São Paulo  VW Fuscão n° 3 (1.600cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder -
10º Lugar
04/07/1971 - Rally da Integração Nacional - Largada = Fortaleza/CE      Puma - Equipe MM n° 39 (1.600cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder - 1º Lugar
28/08/1971 - Rally das Flores - Largada = São Paulo                              VW Fuscão n° 13 (1.600cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder -
10º Lugar
03/10/1971 - V Rally Internacional da TAP - Largada = Lisboa/Portugal    Puma - Equipe MM n° 132 (1.800cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder - AB
05/12/1971 - Rally do Verão - DF Vasconcelos - Largada = São Paulo  VW Fuscão n° 5 (1.600cc)  -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder -
30º Lugar
22/01/1972 - Rally Fluminense - Largada = Rio de Janeiro                      VW Fuscão n° 75 (1.600cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder - AB
04/03/1972 - II Rally Pirelli - Campos de Jordão - Largada = São Paulo   VW Fuscão n° 57 (1.600cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder -
11º Lugar
28/05/1972 - Rally Colorado RQ - Largada = São Paulo                          VW Fuscão n° 57 (1.600cc) -- Nav. Alfred Maslowski - Piloto Jan Balder -
2º Lugar
20/08/1972 - Rally Pirelli dos Bandeirantes - Largada = São Paulo         Opala - Equipe Itororó n° 57 (4.100cc) -- Nav. Jan Balder - Piloto Fausto Dabbur -
7º Lugar
17/09/1972 - Rally das Estancias - Largada = São Paulo                        Opala - Equipe Itororó n° 57 (4.100cc) -- Nav. Jan Balder - Piloto Fausto Dabbur - 10º Lugar
12/12/1972 - Rally Turistico P.Alegre/Piriapoles/Punta del Este - Largada = Porto Alegre          Opala - Equipe Itororó n° 27 (4.100cc) -- Nav. Alfred Maslowski -
Piloto Jan Balder - 16º Lugar
- Vencedor no km de arrancada
10/03/1973 - II Rally Fluminense - Largada = Niterói/RJ             VW Variant n° 60 (1.800cc)            -- Nav. Jan Balder - Piloto Fausto Dabbur - 27º Lugar
xx/xx/1996 - Rally MG Clube - Autodrómo de Interlagos           Mitsubishi Eclipse n° ?? (2.000cc)   -- Piloto Jan Balder -
1º Lugar
xx/xx/1997 - Rally MG Clube - Autódromo de Interlagos           Mitsubishi GT 3000 n° ?? (3.000cc) -- Piloto Jan Balder - 18º Lugar
xx/xx/1998 - Rally MG Clube - Autódromo de Interlagos           Porsche 356 Chamonix n° ?? (1.600cc) -- Nav. Ricardo Bock - Piloto Jan Balder -
1º Lugar
xx/xx/1998 - Rally MG Clube - Autódromo de Interlagos           Mitsubishi Eclipse n° ?? (2.000cc)   -- Piloto Jan Balder - 1º Lugar
xx/xx/2002 - Rally MG Clube - Autódromo de Interlagos           Mini Dacon 828 n° ?? (1.600cc)       -- Nav. Dagoberto - Piloto Jan Balder - 7º Lugar
xx/xx/2005 - Rally Internacional Passo Fundo/Gramado           VW 1600 n° 35 (1.600cc)                -- Nav. Rafael Haas - Piloto Jan Balder - 5º Lugar


VOLTAR AO TOPO DA PÁGINA
ou
VOLTAR À PÁGINA INICIAL